Juande Ramos no convoca a Alves, que tiene pie y medio fuera del Sevilla

agosto 14, 2007

jramos.jpg

El culebrón Daniel Alves ha cumplido una nueva etapa. Todas las miradas estaban puestas en la convocatoria que Juande Ramos tenía que ofrecer para el encuentro de la previa de la Liga de Campeones frente al AEK de Atenas y ésta no ha defraudado. Entre los nombres convocados para disputar el partido de ida en el Sánchez Pizjuán no se encontraba el lateral brasileño, lo que confirma que tiene las horas contadas en el conjunto nervionense. Su destino parece ser el Chelsea de Jose Mourinho, que, según ha adelantado Radio Marca, habría ofrecido una cantidad muy cercana a los 40 millones que solicita Del Nido.

El Real Madrid también estaba interesado en Alves, en una operación en la que se barajaba que podría entrar cedido Cicinho, lo que habría motivado que se frenase su traspaso a la Roma cuando la operación parecía cerrada. Sin embargo, parece que el club inglés lleva ventaja al madridista en su intento por cerrar la contratación del polivalente jugador aún sevillista después del ofertón que le ha hecho llegar al club que preside Del Nido.

Varias bajas más
En la lista de Juande hay otras ausencias notables, como los lesionados Adriano y Escudé, y el portero italiano De Sanctis, que no puede actuar debido a que aún no ha llegado su tránsfer provisional. Estas ausencias se unen a las de Javi Navarro y Chevantón, con problemas físicos más graves y de más larga duración.

Además, Diego Capel y los recién fichados Ton de Mul y Aquivaldo Mosquera no ha entrado por decisión técnica en una lista en la que figuran dos jugadores del filial: el portero Pablo Vargas y el defensa argentino Federico Fazio.

Juande Ramos ha convocado a los porteros Palop y Vargas; los defensas Hinkel, Boulahrouz, Dragutinovic, Fazio y Puerta; los centrocampistas Martí, Poulsen, Maresca, Renato, Keita, Jesús Navas y Duda; y los delanteros Kanouté, Luis Fabiano y Kezhakov.


Robben, próximo objetivo madridista

agosto 14, 2007

Tras presentar a Sneijder y Drenthe, el próximo objetivo del Real Madrid es atar a Arjen Robben. Según informa el diario MARCA en la edición de este martes, el club blanco espera el sí del Chelsea en breve para terminar así con uno de los ‘culebrones’ del verano. El Real Madrid empezó ofreciendo a principio de verano cifras en torno a veinte millones de euros, mientras el Chelsea pedía casi cuarenta. La oferta madridista ya está por encima de los treinta millones y parece que Abramovich podría aceptarla.

El jugador ya le ha dicho al Chelsea que se quiere marchar y así lo sabe Mourinho, que en los últimos partidos no ha contado con el holandés. El extremo sería el cuarto holandés en la plantilla del Real Madrid y el tercero que ficha este verano. Además, supondría la guinda al proyecto y Calderón cumpliría una de sus promesas electorales.


Entram hoje em acção os mais fortes da Europa

agosto 14, 2007

cl.jpg

Para grandes nomes como Benfica, Sevilha, Lazio, Liverpool, Arsenal, Bremen, Celtic ou Ajax, falhar é estrondoso fracasso e é com essa pressão que contam os menos famosos nesta última eliminatória de acesso à Champions.

A margem de erro está reduzida a zero. Entram em acção os emblemas dos mais fortes campeonatos e a separá-las dos cerca de sete milhões que arrecadam em média as equipas que participam na fase de grupos da Liga dos Campeões estão dois jogos de extrema importância. Há que ultrapassar 180 minutos de futebol e afastar representantes de países sem ranking para entrar em competição somente nesta fase avançada, mas prontinhos para surpreender e conquistar direito a entrar na roda dos gigantes.

Hoje é dia de Benfica, mas não se esgota no Estádio da Luz o sangue lusitano neste primeiro dia da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

O Valência de Caneira e Miguel recebe os suecos do Elfsborg e é imensa a confiança dos espanhóis. Mais complicada é a tarefa de Lucas, já que o Estrela Vermelha tem como adversário o Rangers. Grande favoritismo para os escoceses.

Terceira pré-eliminatória:

Lazio (Ita)-Dínamo Bucareste (Rom), hojeValência (Esp)-Elfsborg (Sue), hoje Rangers (Esc)-Estrela Vermelha (Ser), hojeBENFICA (POR)-FC Copenhaga (Din), hojeSevilha (Esp)-AEK (Gre), amanhãToulouse (Fra)-Liverpool (Ing), amanhãFK Sarajevo (Bos)-Dínamo Kiev (Ucr), amanhãFenerbahçe (Tur)-Anderlecht (Bel), amanhãSparta Praga (Rch)-Arsenal (Ing), amanhãFC Zurique (Sui)-Besiktas (Tur), amanhãBATE Borisov (Bul)-Steaua Bucareste (Rom), amanhãTampere (Fin)-Rosenborg(Nor), amanhãSpartak Moscovo (Rus)-Celtic (Esc), amanhãBremen (Ale)-Dínamo Zagreb (Cro), amanhãSalzburgo (Aus)-Shakhtar Donetsk (Ucr), amanhãAjax (Hol)-Slavia Praga (Rch), amanhã


Real Madrid empresta Cassano à Sampdoria

agosto 14, 2007

re.jpg

O avançado italiano Antonio Cassano vai actuar na próxima época na Sampdoria por empréstimo do Real Madrid, segundo avança a imprensa espanhola, salientando que o anúncio oficial acontecerá ainda esta semana.

Cassano, de 25 anos, foi contratado pelo Real Madrid à AS Roma em Janeiro de 2006, em troco de cinco milhões de euros, mas nunca conseguiu impor-se no clube «merengue».

Entretanto, a imprensa espanhola noticia que os brasileiros Cicinho e Emerson também poderão abandonar o Real Madrid rumo a Itália.


Middlesbrough contrata Mido

agosto 14, 2007

mido.jpg

O Middlesbrough chegou a acordo com o Tottenham para a contratação do avançado egípcio Mido, esperando encerrar definitivamente a operação ainda no decorrer desta semana.

O jogador terá ainda de cumprir os habituais testes médicos, pelo que o técnico do «Boro», Gareth Southgate, diz que nas próximas 36 horas tudo deverá ficar finalizado.Igualmente cobiçado por Sunderland e Birmingham, Mido, de 24 anos, poderá agora encontrar a saída desejada para jogar com maior regularidade, uma vez que no Tottenham estava «tapado» por Darren Bent, Jermain Defoe, Dimitar Berbatov e Robbie Keane.


Benfica – Estreia oficial em noite europeia

agosto 14, 2007

luz.jpg

O Benfica começa a discutir hoje (20.15 h) com o FC Copenhaga um posto na fase de grupos da Champions, objectivo fulcral das ambições europeias dos encarnados. Na nova catedral esperam-se 60 mil fiéis, prontos a ajudar a equipa de Fernando Santos a entrar com o pé direito na época de 2007/08.

Apesar da baixa de última hora de Manuel Fernandes, um dos jogadores mais em destaque nos jogos de preparação do Benfica, os encarnados continuam a encarar com optimismo o embate com os leões de Copenhaga. Com um plantel ainda a necessitar de retoques – a entrada de um novo médio tornou-se obrigatória e a vinda de mais um avançado é um dado altamente provável -, o Benfica possui, mesmo assim, melhores argumentos que os seus adversários nórdicos.

Fernando Santos não deve ter muitas dúvidas na escolha do onze inicial para a partida com os dinamarqueses. Quim em detrimento de Butt, a defesa apenas recebe a inclusão de Luís Filipe, relativamente à última época. Nas restantes posições, Léo continua de pedra e cal à esquerda e a dupla Luisão/David Luiz, que ficou adiada devido à lesão do líder da defesa, vai começar a mostar serviço.

A meio-campo, o losango de Fernando Santos volta a atacar, dependendo o seu sucesso da dinâmica dos laterais; se estes não subirem no terreno a preceito, a equipa ficará irremediavelmente ferida de asa. Quanto a nomes, nenhuma surpresa: Petit e Katsouranis vão ter tarefas mais defensivas, Nuno Assis será um todo-o-terreno, ficando para o maestro Rui Costa a missão de reger a orquestra.

No ataque, os benfiquistas esperam muito da beleza sul-americana. A dupla argentino-paraguaia formada por Bergessio e Cardozo vai ter um palco de luxo para mostrar serviço e exibir progressos no que respeita à adaptação ao novo clube. Para outras alternativas, Fernando Santos contará sobretudo com Freddy Adu, capaz de pegar fogo ao inferno da Luz com um futebol verdadeiramente desconcertante, Fábio Coentrão, um talento nos lances de um-contra-um com vocação de abre-latas das defesas mais fechadas e, last but not least, Nuno Gomes, regressado às lides e pronto a lutar, a partir de agora, por um lugar no onze encarnado.

Com arbitragem de Viktor Kassai (Hungria), o Benfica deverá apresentar de início: Quim; Luís Filipe, Luisão, David Luiz e Léo; Petit; Katsouranis, Rui Costa e Nuno Assis; Bergessio e Cardozo.


Milionária, actriz, cantora e empresária. Mas também uma “romântica incorrigível”

agosto 13, 2007

Talvez a História a recorde como a primeira mulher que conseguiu, na mesma semana, ter um disco, J-Lo, em primeiro lugar de vendas, e um filme, Resistir-lhe É Impossível, no top das receitas de bilheteira. Ou talvez se lembre que foi Jennifer Lopez a primeira actriz latina a receber um milhão de dólares para trabalhar num filme – o biopic Selena – onde canta e dança. Ou a primeira actriz latina a ser chamada à capa da Vogue.

Todos estes feitos e ainda o já ter recebido nomeações para os Globos de Ouro e para os Grammies não se traduzem no reconhecimento da crítica. No cinema, esta descendente de porto-riquenhos já passou pelas mãos de realizadores como Francis Ford Coppola, Bob Rafelson, Oliver Stone, Steven Soderbergh e Lasse Hallstrom, bem como pelos braços de Sean Penn, George Clooney, Matthew McConaughey, Ralph Fiennes e Richard Gere. Paradoxalmente, continua a ser olhada como uma estrela de comédias românticas.

Na música, os cinco álbuns publicados em inglês renderam-lhe mais de 45 milhões de cópias vendidas. Mas é a sua desenvoltura como dançarina que mais se faz ressaltar. Criou as suas linhas de roupas e acessórios (JLO, Sweetface, JustSweet), as suas marcas de perfumes (Glow, Miami Glow, Glow After Dark, Live, Still) que alcançam uma receita bruta anual de cerca de 374 milhões de euros.

Agora, chega a hora de sair em combate pelo mercado latino: Como Ama Una Mujer, primeiro álbum em espanhol, repartido entre os arranjos dançantes e as baladas de “coração partido” e co-produzido pelo marido, Marc Anthony, vem colocá-la no mesmo segmento de mercado onde avultam Shakira, Paulina Rubio ou Gloria Estefan. De resto, ainda este ano deverá sair nova edição – mas em inglês.Com tudo isto, depois de dois casamentos rápidos (um de 10 meses, outro com menos de ano e meio), falhados os publicitados romances com Sean Puff Diddy e Ben Affleck, descoberta a estabilidade com Anthony (três anos de casamento a festejar em Junho), Jennifer anda à procura de uma “bênção”: ser mãe. O relógio biológico não pára. E, por enquanto, ela também não.