Fidel Castro cita Oscar Niemeyer e insinua aposentadoria

HAVANA – O presidente cubano, Fidel Castro, sugeriu nesta segunda-feira, 17, que pode abrir mão de seu posto formal de liderança no país, em carta lida no principal programa de debate da televisão estatal cubana, Mesa Redonda. Esta foi a primeira vez que o líder cubano, que não é visto em público há cerca de um ano e quatro meses, mencionou a possibilidade de se aposentar.

“Meu dever elementar não é agarrar-me a cargos, e muito menos obstruir o caminho de pessoas mais jovens, e sim aportar experiências e idéias cujo modesto valor procede da época excepcional que me coube viver”, disse Fidel na carta.

O líder cubano segue, na carta, dizendo estar “profundamente convencido” de que os problemas enfrentados por Cuba requerem mais soluções “do que as existentes em um tabuleiro de xadrez”. “Nem mesmo um detalhe pode deixar de ser analisado, e nunca é uma tarefa fácil quando a inteligência humana é requisitada em uma sociedade revolucionária para prevalecer sobre seus instintos”.

A carta lida na TV cubana indica, contudo, que ele pode estar disposto a abrir mão do poder. Sua referência a uma nova geração de líderes pode indicar que seu irmão, de 76 anos, pode não sucedê-lo automaticamente.

Fidel prestou uma homenagem ao arquiteto Oscar Niemeyer nesta segunda-feira, dizendo pensar “como Niemeyer, que se deve ser conseqüente até o final”. Ele já tinha enviado uma carta a Niemeyer no sábado, felicitando-o pelo 100º aniversário.

“Eu o apoio plenamente em sua árdua batalha por estimular o hábito de ler. Você diz que sem a leitura o jovem sai da escola sem conhecer a vida”, escreveu Fidel. “Ler é uma armadura contra todo tipo de manipulação”, diz Fidel na carta a Niemeyer.

Esta não é uma carta formal de renúncia e ainda não há indicação de como ou quando ele pretende abrir mão do poder. Fidel Castro está à frente do governo da ilha comunista do Caribe desde a vitória de sua revolução, em 1959.

Em julho de 2006, contudo, o presidente se submeteu a uma cirurgia no estômago em caráter de emergência, transferindo o poder temporariamente para seu irmão mais novo, Raúl. Ele não tem sido visto em público mas marca presença através de editoriais regulares em jornais.

Em meados de dezembro, o presidente cubano, Fidel Castro, de 81 anos, foi indicado para concorrer a uma vaga na próxima eleição para a Assembléia Nacional. Para poder voltar à Presidência de Cuba a partir de 2008, Castro precisa ser reeleito na Assembléia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: